Wednesday, March 14, 2007

Meu meio-dia (que na verdade se passa por volta das 16hs)

Respirar, ler, purificar
Dou sinal para o "3.32" rumo a PUC.
Sento-me e pego a minha chave.
Mini-bolsinha-chaveiro-lembrança-da-lara.
Desamarro o nozinho de couro.
Um pequeno papel.
Abro. Leio duas, talvez mil vezes.
"Eu sinto que sei que sou um tanto bem maior"
"Eu sinto que sei que sou um tanto bem maior"
Já é hora de descer.
Garoa fina, fria. Delícia.
Andar.
H04, seu Rey, menino toca violão, Jú canta.
Está tudo bem.
Eu estou bem, meu bem.
Imagem:Cleide Elizeu.Show O Teatro Mágico, 2006.

4 comments:

Pri Tescaro said...

Menina de Lah, você tem um futuro brilhante no jornalismo. Vejo o brilho nos teus olhos ao falar sobre a profissão... o encantamento com esse universo das palavras ainda é nítido na sua voz.
Siga assim, acreditando que tudo é possível, pois menor que o teu próprio sonho você não pode ser!

Beijo

Pri Tescaro said...

Menina de Lah, você tem um futuro brilhante no jornalismo. Vejo o brilho nos teus olhos ao falar sobre a profissão... o encantamento com esse universo das palavras ainda é nítido na sua voz.
Siga assim, acreditando que tudo é possível, pois menor que o teu próprio sonho você não pode ser!

Beijo

Lais Mouriê said...

Gostei desse lugar...
Virei aqui sempre!

Parabéns menina de Lah!


Bjos,

Lais

Claudia Lis said...

Menininha do nariz vermelho,

Olha, que texto tão gostosinho!!!
Sensações boas!
Ok, as mais sensacionais:
1. “Abro. Leio duas, talvez mil vezes.”
2. “Garoa fina, fria. Delícia.”

=)

Mto bom!

Beijos