Thursday, March 29, 2007

Sobre o Tempo...

A rapidez em que passam os segundos me pressionam, "comprimem-me".
Perco centímetros de altura.
Mas a possibilidade que essa rapidez aumente, me instiga.
Penso querer ficar mais comprimida.
Quero a calmaria.
[Mas não resito. A agitação, a velocidade me seduz]
Imagem:Andrea Costas (Este ensaio vale a pena)

4 comments:

yara b . said...

engraçado como einstein tava certo...

o tempo tem-se arrastando tanto por aqui...

eu, hein?

Lais Mouriê said...

Falar sobre o tempo...

Ele é, ao mesmo tempo, tão irreal e tão real... imaterial e penetrante como uma faca!

Belas palavras, Cleide!!!! Como sempre!

Claudia Lis said...

Olá Menininha,

O tempo parece estar sempre fugindo de nós. Difícil de agarrar. Dá um trabalho danado! Mas sabe de uma coisa? Certo dia, li numa fábula que um menino havia conseguido capturar o tempo e uma vez capturado, o mundo parou. Assim, o menino compreendeu que essa não era a melhor idéia e o libertou. O Tempo precisa ser livre e nos precisamos ser livre com ele, ao lado dele. O tempo também não quer que sejamos seus escravos! Então que sejamos amigos do tempo eternamente!

E cadê você, sumida? O tempo lhe seqüestrou foi?

Beijos

Claudia Lis said...

Migah Menininha,

Pelo menos já sei que vc está ok e correndo COM o tempo, hehheheh. ;-)
Eu tb estou ok!
Então, foi verídico sim! Eu estava entre o love da minha vida e o meu melhor amigo, que não deixa de ser um amor. Alí tinha ciúme sobrando por todo lado. Eu jamais esperaria que meu amigo fosse me "tirar dos braços” do love, mas ele o fez e por isso acabei escolhendo ir com ele e além do mais, estava meio chateada com o love. Mas foi uma situação bem carinhosa por parte de todos. Foi um dia lindo.

Beijocona