Wednesday, January 14, 2009

Velhos escritos do Cerrado

O solo seco de Araguari. Queimadas. Essas altas e estranhas (pra mim) palmeiras ao longo da BR-050 em Minas Gerais. Pensei em JGR. Se esperasse mais uns minutos, naquele posto da beira da estrada, talvez batesse um papo com um Miguilim, Diadorim. Seria um daqueles papos de chuva fina em fim de tarde. Aquela que não sabe se chove ou se faz sol.
Talvez chegasse a contar pra ele que... “Sem você, meu amor, eu não sou ninguém”...
Na rádio toca Vinícius...

Mais 360 km. Estaremos em Brasília. (setembro/2008)

Sem você, meu amor, descobri uma coisa: Eu sou muito mais eu.

1 comment:

F. Fachini said...

oie
interessante sua proposta de blog
vou ver se visito mais vezes

aliás, vi seu posto no do João

quem é a Menina de lá?
rsrs
bj